Psicopedagogia Institucional e clinica

A CONTRIBUIÇÃO DA PSICOPEDAGOGIA NA APRENDIZAGEM       

A psicopedagogia surgiu em torno no século XIX na europa, mais precisamente na frança, onde a medicina, a psicanálise e a psicologia  passou a ter uma preocupação maior com as dificuldades de aprendizagem e com uma opção que auxiliasse os alunos. Na Europa houve um início da psicopedagogia, na Argentina, e a mesma trouxe uma influência para o Brasil. 

É notório  a importância do psicopedagogo em nossa atualidade  O curso de psicopedagogia prepara para trabalhar na área clínica como na institucional. Na área institucional ( escolas, hospitais e empresarial) é possível trabalhar em empresas procura levar o indivíduo a compreender o conteúdo e a atuação do profissional. Pode trabalhar com o recursos humanos, prestando assessoria em órgãos públicos e ongs. No hospital trabalha questões que levem a falta de memória, dificuldade quanto ao aprendizado e redução de desempenho.  A diferença entre essas duas áreas é que o clínico trabalha no consultório atendendo um público que vai de crianças a adultos com dificuldade de aprendizagem. 

No contexto educacional o psicopedagogo procura nortear a instituição a realizar um trabalho de intervenção junto a toda equipe pedagógica da escola procurando orientar o professor em sua atuação em sala de aula, como também na metodologia utilizada na escola.  Em geral realiza seu trabalho tendo uma parceria  com uma equipe multidisciplinar( pedagogo, terapeuta, fonoaudiólogo, pediatra entre outros)

A psicopedagogia possui uma preocupação ampla com relação a aprendizagem, contribui não apenas no aspecto da alfabetização ela leva em consideração o indivíduo como um todo, (o físico, o emocional, o psicológico e o sociocultural), pois o contexto de vida do seu aprendente é inteiramente relevante, sua realidade escolar, sua relação familiar, problemas decorrentes de traumas, entre outras situações.

A tarefa deste profissional visa trabalhar com as dificuldades de aprendizagem que surgem durante o aprendizado e também com sua prevenção. Seu papel implica em procurar um caminho para proporcionar a aprendizagem do seu aprendente, cabe a ele decifrar  como ocorre a construção do conhecimento em cada um. Para a realização da sua atividade profissional o psicopedagogo irá utilizar de técnicas, dinâmicas e métodos estudados. Sua atuação consiste inicialmente na investigação diagnóstica e a partir da sua investigação ele realiza seu trabalho de intervenção.  Segundo Libâneo: A educação é uma prática humana direcionada por uma determinada concepção teórica. A prática pedagógica está articulada com uma pedagogia, que nada mais é que uma concepção filosófica da educação. Tal concepção ordena os elementos que direcionam a prática educacional, (op.cit. p. 21).

O psicopedagogo clínico possui uma forma distinta em sua atuação, embora tanto o institucional quanto o clínico procure realizar um papel  preventivo e interventivo ( avaliação, diagnóstico e intervenção), ele irá reconhecer as causas dos problemas de aprendizagem, utilizando instrumentos próprios da psicopedagogia : em seu  início é realizado a anamnese tendo como direcionamento a entrevista com a família, visando coletar dados significativos para a história de vida do paciente,no contexto familiar, clínico e escolar após esse primeiro contato é realizado a devolutiva, com os responsáveis do aprendente.

A partir daí se dá o acompanhamento  sendo utilizado diversos, entre eles: a  EOCA ( Entrevista Centrada na Aprendizagem) É um instrumento utilizado na psicologia social de Pichon-Riviere, nos postulados da psicanálise e no método clínico da escola de genebra tendo como objetivo detectar problemas e formular hipóteses (Jorge Visca), provas projetivas as quais têm como objetivo geral investigar a rede de vínculos que o sujeito estabelece em três domínios: vínculo escolar, vínculo familiar e vínculo consigo ( Jorge Visca 1991),  caixa lúdica deve-se observar aspectos, afetivos, cognitivos e sócio afetivo, provas operatórias ( Jean Piaget). Estas etapas podem ser modificadas de acordo com a sequência e maneira de aplicá-las.

A forma como cada um aprende e absorve o conhecimento é algo único. Através da intervenção psicopedagógica e adequada o individuo tende a evoluir na vida escolar e social. Segundo Freire (FREIRE, 2003, p. 47 ) Ensinar não é transferir conhecimento, mas criar as possibilidades para a sua própria produção ou a sua construção .

 

 

https://gosniply.com/site/5d37b09b76ae560e4b56b555.js


https://gosniply.com/site/5d37b09b76ae560e4b56b555.js
Superação Pessoal: Persuasão e influência usando métodos cientificamente comprovados: Como persuadir, influenciar e manipular. Torne-se um marionetista em um mundo cheio de marionetes 

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.