Brinquedo, Brincar e Jogos

Já estudamos a importância da brincadeira para a criança e como isso contribui para o seu desenvolvimento pessoal, social, cognitivo, psicomotor e afetivo. Relembraremos alguns conceitos e exploraremos outros assuntos que fazem parte do universo da criança.

Qual a importância do brinquedo? através do brinquedo a criança não apenas constrói sua imaginação como também estimula seu lado cognitivo, criando, explorando, inventando, descobrindo, exercitando e construindo novas habilidades.

O uso do brinquedo faz com que a criança relacione aspectos de sua vida diária com a brincadeira, reconhece , avalia, compara e se identifica com novas experiências. O brinquedo proporciona o aprender fazendo, contribui para o desenvolvimento cognitivo. Proporciona a criança a possibilidade de resolver problemas, fazer relação ao seu próprio limite e ao contexto de vida.

Contribuição do brincar! Em meio ao uso do brinquedo a criança utiliza todas as questões já mencionadas, além de aprender a, se expressar, compartilhar, socializar, exercer a expressão verbal, a atenção, a concentração, a memória, superar desafios e a lidar com o emocional. Segundo Vygostsky, citado por Baquero(1998) a brincadeira e o jogo são atividades específicas da infância, é fundamental para o desenvolvimento infantil .

A Importância do Jogo

Para Piaget, o jogo tem relação com a construção da inteligência e se caracteriza principalmente por ser lúdico. A assimilação predomina a acomodação, estrutura-se pela acomodação mental, compreensão através das regras, a imitação.

Vejamos algumas diferenças entre os jogos esportivos, os jogos operatórios e os jogos lúdicos. Os jogos esportivos são considerados jogos de lazer ou diversão e necessitam que determinadas regras sejam obedecidas. Os jogos operatórios também pode ser visto da mesma forma com o acréscimo que é comprometido com a aprendizagem significativa, também são sujeitos a regras. São denominados operatório porque sugerem operações mentais como comparar, analisar, classificar, deduzir, relacionar, localizar, descrever e outras.

Os jogos lúdicos contribui para o desenvolvimento infantil. Uma atividade lúdica é uma atividade de entretenimento, que dá prazer e diverte as pessoas envolvidas. O conceito de atividades lúdicas está relacionado com  jogos e com o ato de brincar.

Brinquedos lúdicos que podem contribuir com o desenvolvimento infantil:

  • Caixa Tira e Põe : – Coloque vários objetos dentro de uma caixa, (brinquedos pequenos que não tenha risco da criança engolir) mostrando à criança o que está sendo feito. Se a criança não tirar os objetos e não jogar no chão, mostre que pode fazê-lo. Quando a criança tirar todos os objetos da caixa, apanhá-los um a um, recolocá-los na caixa e cobrir a caixa com a tampa. Deixar a criança tirar a tampa e pegar os objetos novamente.Contribui: – Manipulação de Objetos. – Orientação espacial – Coordenação motora.
  • Jogo de Praia: – Usar um balde, a pá, a peneira e as forminhas para brincar livremente na areia , na terra ou na água. – Fazer bolos com o balde. – Transportar areia de um lugar para outro; levar o balde cheio e pesado, trazer de volta o balde vazio e leve. – Usar a pá para fazer um buraco fundo e com a areia retirada construir um castelo alto.Contribui: – Coordenação motora ampla bimanual. _ Controle de força muscular _ Percepção tátil – Sociabilização. _ Criatividade. – Estabelecimento de conceitos: Cheio/vazio, leve/pesado, etc.
  • Pintura: – Usar tinta guache, papel/cartolina, ou utilizar lápis de cor, giz de cera e folhas. Deixar a criança usar a criatividade.Contribui:Todo trabalho de pintura é muito útil , desenvolve a coordenação motora, a criatividade, trabalha a estimulação sensorial, trabalha os conceitos das cores e proporciona novas experiências.
  • Corda apropriada a criança dentro da sua faixa etária . Contribui: estimula a coordenação motora grossa.

Jogos Operatórios:

  • A palavra da vez – material: confeccione uma caixa de sapato e coloque dentro dela palavras confeccionadas em papel cartão/cartolina. Faixa etária: crianças que já conheçam o alfabeto. Contribuição: Ampliar o vocabulário, estimular a atenção, construção de frases, criatividade, aprender a contextualizar e criar frases, estimula o raciocínio. Em ritmo de brincadeira coloque os alunos em um círculo começa a cantar e passar a caixa, quando a caixa parar na mão de um aluno assim que você finalizar a música, peça que a criança tire uma palavra e peça que ela forme uma frase que contenha aquela palavra, repita até que todos tenham a oportunidade,caso seus alunos não sejam alfabetizado , mas conhece o alfabeto você pode fazer do mesmo jeito, nesse caso você troca as palavras por letras e pede que o aluno que pegou a letra menciona uma palavra que comece com aquela letra. Se necessário de um reforço positivo para que a criança participe e supere a timidez.
  • Falando Sobre os pares – Material Necessário: Jornais e revistas utilizados. Faixa etária : Crianças que ainda não lêem e não escrevem. Contribuição: Estimular a habilidade da linguagem e a capacidade de descrição dos alunos. – Para essa atividade , o professor deverá seleccionar uma categoria de imagens que vai recortar de jornais e revistas não utilizadas. Faixa etária : crianças que não tem e não escrevem. -Contribuição: estimular a habilidade de linguagem e a capacidade de descrição dos alunos.

Para essa atividade, o professor deve selecionar uma categoria de imagens que vai recortar de jornais, ou revistas, selecione em torno de 10 imagens. Em seguida, o professor pode recortar fotos ou desenhos diferentes de maneira a formar pares de fotos ou desenhos da mesma categoria e mais ou menos da mesmo tamanho de imagens. Pode colar as imagens em material mais resistente para maior durabilidade.

Com inúmeros cartões em pilha peça que um aluno por vez pegue uma imagem e a descreva e peça que os outros alunos tente descobrir a qual imagem se refere. Permita que os outros alunos realizem perguntas, buscando descobrir do que se trata , para que haja um entendimento claro de como se joga o professor pode ser o primeiro a pegar a figura.

Independente das actividades propostas realize com alegria e com tom de brincadeira, saiba lidar com os alunos mais acanhados de suporte aos que apresente maior dificuldade em participar !

A coletânea de artigos que incorpora o livro mostra como o brincar surge ao longo da história da humanidade relacionado à criança e à educação.

Referencias Bibliograficas:

O surpreendente poder do pensamento positivo: Como conseguir o poder do pensamento positive para felicidade e satisfação duradouras