Inteligência e o Desenvolvimento Cognitivo na Infância

Inteligência, assunto muito estudado e debatido por vários estudiosos e por muitas vezes algo que ocupa os pensamentos dos pais. Pois quanto de nos há que nunca se preocupou com o desenvolvimento de seus filhos?, Estão aprendendo? Qual seu nível de inteligência? Quais suas dificuldades quanto a aprendizagem? Estão se desenvolvendo com naturalidade ou necessitam de um suporte? Até mesmo porque criamos os filhos para resolverem seus próprios problemas, lidarem com suas dificuldades , superarem suas frustrações e saber viver em sociedade.

Veremos aqui alguns conceitos e procuraremos compreender como ocorre o desenvolvimento infantil.

Inteligência – É a capacidade de enfrentar situações novas e se adaptar a elas de forma rápida e eficiente, capacidade de assimilar conceitos e fazer relações e aprender rapidamente.

Como seres pensante que somos é possível compreender que a linguagem e a comunicação são aquisições que fazem parte do processo que nos torna capazes de enfrentar problemas práticos e teóricos. Esta aquisição é algo a longo prazo realizado em meio aos estudos, técnicas, vivências e principalmente em meio aos confrontos.

A inteligência está associada com duas capacidades: Resolver problemas de ordem prática e criar produtos culturalmente valorizados e aceito.

O desenvolvimento cognitivo é uma área da psicologia; seus aspectos estão relacionados ao desenvolvimento físico, emocional e moral. Piaget propôs que o desenvolvimento cognitivo se realiza em estágios. Compreendemos assim que a inteligência passa por fazes que promovem mudanças no decorrer do tempo.

Primeiro estágio : Inteligência sensório-motora. Este período se dá do nascimento aos dezoito meses , a actividade intelectual é de natureza sensorial e motora; a criança percebe o ambiente e age sobre ele. Nesse estágio Piaget enfatiza a estimulação ambiental. É nesse momento que pais, professores, família pode trazer uma grande contribuição para a criança construindo todo um ambiente que seja favorável para o aprendizado e desenvolvimento infantil. A estimulação precoce é fundamental nesse período, e pode ser feito com brinquedos especiais para este fim tal como brincadeiras adequadas, também forneceram sua contribuição.

Segundo estágio : Inteligência intuitiva ou pré-operacional esse período se dá dos 2 aos 6 anos, em relação ao sensório-motor- é quando a criança é capaz de fazer comparações, começa a usar símbolos mentais, nesta época há comunicação da criança se potencializa através da linguagem.

Terceiro estágio: operações concretas, Se estende dos sete aos onze anos, as operações mentais da criança ocorrem em resposta a objectos e situações reais. O pensamento adquiri características lógicas.

Quarto estágio: operações formais, nesta fase o pensamento já não depende tanto da percepção ou da manipulação de objetos concretos. O pensamento formal é quando se têm a capacidade de compreender questões elaboradas, pensar de forma lógica e fazer deduções.

Gardner também traz sua contribuição quanto a este tema, este construiu a teoria das inteligências múltiplas.Para Howard Gardner , a inteligência é um conjunto de capacidades que permite o individuo resolver problemas, criar ou inventar objetos, ideias e questionamentos. Diz que existem múltiplas inteligências que dependem poucos uma das outras, tais como :

  • Inteligência lógico matemática Habilidade para raciocinar e realizar conclusões.
  • Inteligência Linguística Aptidão verbal.
  • Inteligência espacial Aptidão espaciais, reconhece e faz relações espaciais.
  • Inteligência musical Habilidade de cantar e acompanhar instrumentos.
  • Inteligência corporal (cinéstica) Aptidão de controlar ou movimentos e manter o equilibrio.
  • Inteligência Interpessoal Habilidade de se relacionar com os outros
  • Inteligência Intrapessoal Aptidão acerca do alto reconhecimento
  • Inteligência Naturalista aptidão para trabalhar e reconhecer de forma distinta plantas e animais.
  • Inteligência Existencial Aptidão para realizar questionamentos e trazer possíveis reflexões sobre assuntos complexos.

Todos os tipos de inteligências são relevantes e todos podem ser trabalhados a longo prazo. O desenvolvimento se dá pelo processo acumulativo de experiências e conhecimentos adquiridos

Referencias Bibliográficas:

  • NEIVAS, Catarina A. Processos Cognitivos Emocionais e Motivacionais Psicologia Módulo 3 11ºGD1 março 2012 disponível em: https://pt.slideshare.net/CatarinaNeivas/processos-cognitivos-emocionais-e-motivacionais
  • BARROS,Célia silva Guimarães. Pontos de psicologia do Desenvolvimento. Taguatinga DF 1987 2ºedição editora ática no Brasil
  • CUNHA, Nylse Helena da Silva. Brinquedo, Desafio e Descoberta, subsídios para a utilização e confecção de brinquedos. OESP Gráfica S.A para a FAE- Fundação de assistência ao estudante. Brasília.
  • Equipe Cultural. Estimulação Precoce. Inteligência emocional e Cognitiva. Editora Vergara Brasil São Paulo .