Compreendendo os Sentidos

São cinco os sentidos humanos e esses passam informação para o nosso cérebro.

Através dos sentidos temos a percepção de tudo o que nos cerca, cada experiência nos permite novas sensações.

  • Olfato – A cavidade nasal é responsável pelo olfato, experiência essa que nos permite a sentir os odores, pois tudo que têm cheiro solta pequenas particulas permitindo identificar quando um odor é mais agradável e menos agradável.
  • Paladar – Esse sentido permite que identifiquemos os diferentes sabores dos alimentos. Estruturas chamadas de papilas gustativas permite identificar os diferentes sabores e as diferentes temperaturas dos alimentos.
  • Audição – O ouvido é responsável pela audição, e permite se perceber as ondas sonoras.
  • Tato – Esse sentido possibilita a percepção das texturas, da presença da dor, da temperatura e da pressão. Pode-se identificar não apenas pelo contato das mãos mas de todo o corpo o qual manda informações para o cérebro sempre que tocado. O cérebro por sua vez identifica quais as reações que ocorrem a partir do toque ( prazer, alegria, insatisfação, sofrimento entre outros).
  • Visão – São através dos olhos que conseguimos enxergar. A partir do momento que eles visualizam algo mandam mensagem para o cérebro, onde este realiza o reconhecimento.

COMO ESTIMULAR OS SENTIDOS DOS BEBÊS

O Olfato mantém relação ao paladar quando associamos e relação de gosto, pois as papilas gustativas da língua identifica os sabores, e os nervos localizados no nariz identificam os odores.

Paladar

  • Permita que ele experimente texturas diferentes, onde ele seja livre para realizar a mastigação.
  • Torne possível a criança pegue nas frutas e o deixe comer ainda que faça um pouco de bagunça , pois isso também faz parte da descoberta, perceberá que além de desfrutar da fruta utilizará para coçar as gengivas.
  • Permita que ele experimente texturas diferentes, onde ele seja livre para realizar a mastigação.
  • No caso dos pequeninos estimule a succão.
  • Respeite o tempo próprio para a criança se alimentar.
  • Embora haja uma discussão a respeito da chupeta, a ofereça para estimular a ação dos musculos bucolinguais.
  • Mamar no peito é um otimo estimulo e deve fazer parte do processo de senvolvimento da criança, pois além de estimular o paladar contribui para o desenvolvimento afetivo, fortalece o vínculo entre a mãe e o bebê. Segundo o Pediatra Marcos Renato, especilista em amamentação e editor do http://www.aleitamento.com A criança que amamenta desenvolve melhor o rosto, a boca, a mordida e principalmente o sistema respiratório.

Olfato

  • Diversifique alimentos que contribua para a criança sentir os aromas.
  • Faça passeios ao ar livre, ensine a criança a apreciar os odores das flores, das aguas correntes, de todas as possíbilidades que você possa extrair da natureza.
  • Coloque cheirinhos na hora do banho.
  • Dependendo da faixa etária, coloque em vários potinhos pequenos substâncias com varios odores e estimule a criança a sentir os odores e identificar as diferenças ( café, canela, chocolate, erva doce, cravo entre outros).

Audição

  • Permita que a criança tenha acesso a diversos ritmos de músicas.
  • Compre brinquedos que permita a criança a desenvover seu lado criativo e músical. ( chocalhos, pianinho para bebês, tambores)
  • Coloque em quatro recipientes do mesmo tamanho e da mesma cor, se possível que não seja transparente( arroz, macarrão dos pequenos, feijão, pedrinhas pequenas ou que a sua criatividade mandar) tampe de maneira que não tenha como ele abrir e coloque ao alcance da criança, leve-o a mexer, balançar de maneira que ele identique sons diferenciados, cante, e conte historias. Falar com a criança estimula a audição e o cognitivo
  • Segundo a revista Crescer estudo publicado no Journal of Psychological Science, dos Estados Unidos, mostrou que bebês que convivem com pais que conversam diretamente com eles desenvolvem mais rapidamente a habilidade de se comunicar.

Tato

  • Como já foi dito logo acima o tato não é só sentido pelas mãos , mais em todo o corpo, o bebê se estimula com os abraços dos pais, o toque na hora do banho, massageá-lo após o banho usando um creme apropriado, todas essas ações além de estimular a criança, ajuda a desenvolver o seu lado sócio afetivo, fortalece os vínculos e acalma o bebê. Tocar estimula o cérebro e fornece a ele as informações a cerca de suas reações. O toque contribui para o bebê a desenvolver a linguagem corporal. Para a estimulação utilize um tapete de texturas e deixe-o explorar Coloque-o deitado de bruço na cama com diversos brinquedos que não o prejudique ao levar a boca, mas que possibilite ele sentir a textura de cada objeto ( o que é mais mole o que é duro, o que áspero, flexível e assim por diante) possíbilite novas descobertas, mas sempre com a sua supervisão.

Visão

  • Para a estimulação da visão em bebês utilize brinquedos coloridos, com estampas, formas diferentes, almofadas com cores em contraste (preto, branco).
  • Utilize brinquedos que fique acima do berço.
  • Utilize dados macios de diferentes formas e cores, assim além de estimular a visão, irá contribuir para ele distinguir formatos diferentes.
  • A estimulação visa atráves de atividades lúdicas, ensinar o cérebro a ver e potencializar a visão da criança.

Tais experiência sensoriais permite acionar em nosso cérebro experiências que são estimulada a partir dos sentidos.

Referências Bibliográficas: